Publicado por: Dream Hunter Z | 26/12/2011

Sofrendo de amor

Olá a todos! 🙂 Como vão? Passaram bem o Natal?

Bom, no post de hoje vou falar sobre o amor, novamente. Não pensei que fosse tocar neste assunto tão cedo, depois do último post sobre “O amor verdadeiro“. Discorrerei sobre o sofrimento que o amor pode causar.

Sofrendo de amor

Imagem retirada deste site.

O motivo de estar escrevendo este, é que li algo tão perfeito no livro “ASSIM SE CONCRETIZA O AMOR“, de Masaharu Taniguchi, mestre e fundador da SEICHO-NO-IE, que decidi fazer um post sobre ele.

Livro "ASSIM SE CONCRETIZA O AMOR"

“ASSIM SE CONCRETIZA O AMOR” – Foto de Elson Diogo Masuzawa

Os trechos que me chamaram a atenção foi:

O amor verdadeiro jamais resulta em perda.

(…) O amor desprendido, o amor que não espera recompensas. Como ele ama a pessoa esperando algo em troca, esse amor não é verdadeiro. O amor verdadeiro jamais leva ao desespero. O amor verdadeiro é perdão irrestrito.

Na verdade, isso nada mais é que outra característica do amor verdadeiro. No livro, o mestre Taniguchi conta a história de um dorama que chamou sua atenção. Neste, a mocinha, ao saber que seu amado passou a noite com outra, disse que ela “perdeu seu grande amor“.

Um outro personagem (se não me falha a memória, o irmão dela), disse que ela nunca perdeu nada, pois nunca teve o seu amor, e que ela nunca o amou realmente. O amor é um sentimento sublime, onde não existe sofrimento e nem perda. Se alguém sofre por amor, então é porque não é amor verdadeiro.

Entendi que, quando se ama de verdade, ficamos felizes apenas pela existência da pessoa amada, independentemente se somos correspondidos ou não, mas ficamos felizes, principalmente se a pessoa amada estiver bem e feliz.

Outro ponto, é que, quando se ama verdadeiramente, não se espera retorno da pessoa amada, apenas ama incondicionalmente. Por isso, não há sofrimento, não há ciúmes e nem insegurança. Há somente amor, confiança, felicidade e a vontade de se doar completamente para a felicidade desta pessoa.

Caso não estejam convencidos, cito um outro exemplo, mais conhecido da maioria: Jesus Cristo. Não falo dele como filho de Deus, mas sim como humano. Lendo a coleção “Mestre dos Mestres“, de Augusto Cury, que retrata a história de Cristo e seus discípulos, na perspectiva da psicologia e psiquiatria, deixando de lado os pontos que entram na esfera da (como os milagres, por exemplo); percebe-se o grande amor que o homem Jesus teve pelos seus discípulos e por todos que o seguiram. Mais ainda, o amor incondicional que ele teve por toda a humanidade, incluindo os que atentaram contra a sua existência física efêmera neste mundo.

Ele amou incondicionalmente seus discípulos, e não exigiu nada em troca. Eles o decepcionaram por diversas vezes, mas Cristo nunca sofreu e nem se frustrou com eles, pois os amavam.

Cristo convidava as pessoas a seguirem ele, porém, nunca os forçavam. E também, não se bronqueava para com os que se não desejavam as suas palavras. Isso é um exemplo perfeito de amor verdadeiro.

Fazendo a analogia, porque nos machucamos quando alguém recusa o nosso amor? Ou quando não reagem como nós esperamos, ao nosso ato de amor? Não deveríamos deixar esta pessoa livre para seguir o caminho que deseja? Isso não é o amar? Esperar um retorno ou um determinado tipo de atitude, não seria egoísmo (note o “nós” em vermelho)?

Já sofri muito por “amor” no passado, mas vendo hoje, talvez não fosse amor verdadeiro, e sim um “amor egoísta” ou um “amor que espera retorno“, não sei bem…

Refletir sobre isso é bom para amadurecermos e ao encontrarmos nosso verdadeiro amor, podemos agir mais corretamente, e cuidar melhor dessa pessoa tão única em nossas vidas. Portanto, não se apeguem a um amor passado. Não tente esquecer, apenas desapegue. Falei um pouco sobre isso na publicação sobre “Desilusão amorosa“.

Bom, por hoje é só! 🙂

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!
Abraços!

Anúncios

Responses

  1. kkkkk

    Curtido por 1 pessoa

  2. isso eh vdd km numka sofreu por amor amor niumka
    amor de vdd na vida =) =) =)

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Aldria! Como vai? 🙂
      Muito obrigado pela visita em meu blog!
      Fico feliz em saber que concorda comigo! Amar e sofrer por amor são coisas que fazem parte da vida! Serve para a gente aprender e crescer! =)
      Ótimo final de semana para você! 😉

      Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: