Publicado por: Dream Hunter Z | 08/05/2012

Desilusão amorosa

Olá para todos! 🙂 Como estão?

Tenho visto nas estatísticas que há muitas pessoas que pesquisam sobre desilusão amorosa em meu blog (perdendo só para o ódio… O que me assusta um pouco!). Por isso, decidi escrever sobre isso!

Desilusão Amorosa

Foto retirado deste site.

Bom, talvez seja desnecessário, mas vamos começar definindo, o que é desilusão amorosa?

Ao meu ver, pode ser:

~> Quando acredita-se amar alguém, e com o tempo descobre-se que não era amor;

~> Quando ama-se realmente alguém, porém, não se é correspondido (Se bem que talvez o termo mais adequado para isso seja frustração amorosa, que é um pouco diferente.);

~> Quando ama-se o que alguém aparenta ser, mas, ao melhor conhecer, percebe-se que cometeu um engano.

Bom… Podem existir inúmeras outras definições e exemplos disso. Mas o que fazer nesses casos?

Já ouvi muito pessoas dizendo “para esquecer um amor, só com outro amor”! E saem por aí ficando, beijando e… fazendo coisas a mais à torto direito, tentando “esquecer” a desilusão. Em primeiro lugar, quem diz e/ou faz isso não conhece o verdadeiro significado do amor! Talvez no momento do ato, se esqueça realmente, mas e depois? Acredito que isso só sirva para nos deixar mais solitários e mais tristes. (Sem contar que é um desrespeito ao seu próprio corpo e aos seus sentimentos, pelo menos em minha opinião, já que estás dando seus beijos, seus carinhos, seu corpo a alguém que não se ama de verdade…).

O que eu aconselho a fazer é se distrair! Faça coisas que gosta de fazer, converse com pessoas que se importam realmente com você (mas não sobre a desilusão, e sim sobre outros assuntos interessantes e/ou alegres), busque sonhos e objetivos novos. Lembre-se que se a pessoa que ama o(a) desiludiu, então significa que não era verdadeiramente amado(a) por ela.

“Não chores por uma desilusão amorosa, porque se você se iludiu não foi um amor verdadeiro.”
(Romário Oliveira)

Talvez de sua parte até tenha sido um amor verdadeiro, mas, certamente, a recíproca não foi real.

Ao meu ver, quando se sente amor de verdade, não há dúvidas por nenhuma das duas partes! O encanto do início do relacionamento não se perde nunca (e para se manter isso, exige-se esforço de ambas as partes! Talvez eu fale sobre isso em algum post futuro!).

Quando eu sofro alguma desilusão (amorosa ou não), sempre penso assim: “Se aconteceu isso, é porque algo melhor está para vir!”. Acreditando sempre nisso, confiando no meu destino, eu consigo seguir e manter meu sorriso, mesmo que meu coração esteja dilacerado. Manter a esperança e lutar por um futuro melhor é a chave para se criar um destino feliz!

Quanto a pessoa em questão (seja amor ou não), jamais me esqueço! Não que eu fique “amando” essa pessoa eternamente, mas sempre lembrarei dos bons momentos proporcionados (mesmo que tenham sido ilusões), o que aprendi com essa(s) pessoa(s), o que significou pra mim… Tudo isso faz parte de minha história e do que sou hoje, portanto nunca esqueço e sempre agradeço. Mesmo as feridas em meu coração, todas elas são motivo de gratidão! Pois foram experiências à mais! Não se esqueçam que um coração sem nenhum arranhão é prova de que este nunca amou ninguém de verdade!

Afinal, o que não mata, fortalece! ^__^

Obviamente, antes de seguir em frente, deve-se fazer todo o possível para que a desilusão e/ou decepção não se concretize! Autoanálise e reflexão são atos de sabedoria! (Claro que, não em excesso).

Bom, não sei se meu post poderá ajudar as pessoas que buscam informações sobre desilusão amorosa! Fiz o que pude! Se alguém quiser conversar, ou opinar, fiquem à vontade (como acontece de vez em quando no post sobre ódio). Caso alguém deseje desabafar, mande-me um e-mail. Responderei assim que possível!

Bom, por hora é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

Anúncios

Responses

  1. PARA AMARRAR A PESSOA AMADA

    (…)

    Curtir

    • Olá Bruna! Agradeço muito pela visita em meu blog e pelo comentário.
      Mas gostaria que não escrevesse “trabalhos” e “amarras” por aqui, pois não é esta a essência deste blog.

      Quanto a amarrar a pessoa amada, é uma visão diferente de “conquistar” alguém. Não tenho nada contra quem o faz, mas em MINHA OPINIÃO, isso é uma forma de amor egoísta.
      Eu não ficaria feliz se a pessoa que eu amo ficasse aprisionada ao meu lado, me amando artificialmente por causa de uma “amarra”.
      Se eu for amado pela pessoa que amo, eu desejo que isso seja por livre e espontânea vontade dessa pessoa! Que seja por sentimentos sinceros desta.
      Afinal, acredito que ninguém tem o direito de tirar a liberdade de escolha de alguém, mesmo porque, sentimentos e pessoas não são objetos que podem ser amarrados ou comprados.

      E, por fim, digo que quem ama de verdade, deseja ver a pessoa amada feliz, mesmo que não seja onde gostaríamos que fosse. Se amas de verdade alguém, mesmo que doa, deixe-a livre para ser feliz onde, como e com quem esta pessoa desejar.
      “Obrigar” essa pessoa a amar alguém, não seria injusto com ela?

      Segundo a citação “Não faça aos outros o que não queres que façam com você”, acredito que ninguém gostaria de ter seus sentimentos amarrados a alguém.

      Mais uma vez, digo que esta é apenas minha visão sobre este assunto. Não estou dizendo que é a mais correta, e nem que a sua visão é errada. Todos somos livres para acreditar no que desejarmos e o caminho correto pode ser diferente conforme o ponto-de-vista de cada um.

      Peço desculpas por ter censurado seu comentário, mas não quero ter em meu blog uma forma de amarrar as pessoas. Não por achar errado, mas por ser contra os meus ideais. Se fosse apenas uma expressão de ideia, não teria censurado, mas como foi postado o meio de fazer a amarra, por isso eu o fiz. Desculpe-me.

      Lembrando que este blog é um lugar onde posto meus tesouros, meus sonhos, meus gostos e pensamentos, afim de trocar ideias e conhecer outros pontos de vista. Para ajudar a espalhar sonhos, esperança, amor e liberdade para quem os ler.

      Mais uma vez, muito obrigado pela visita, e perdoe-me por qualquer coisa.

      Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: