Publicado por: Dream Hunter Z | 10/01/2013

Sobre a depressão

Boa madrugada, pessoas! 🙂 Como estão?

Quero iniciar o assunto de hoje com um trecho do livro de Augusto Cury:

12 Semanas para mudar uma vida

Copyright © Elson Diogo Masuzawa. All rights reserved.

“Se você tiver parentes ou amigos com depressão e que estão sem coragem para viver, ouça-os sem criticar. Não lhes dê conselhos superficiais. Empreste-lhes seu coração. Diga a eles que são fortes, que têm uma grande fome e sede de viver. Encoraje-os a se tratar sem culpa.”

(CURY, Augusto. 12 Semanas para mudar uma vida. Editora Academia. página 123)

Como podem perceber, o tema que discutirei hoje é a depressão.

Não sou psicólogo, nem psiquiatra, por tanto, o que falarei é apenas meu ponto-de-vista. São palavras de um amador.

Primeiramente, o que é a depressão? Ao meu ver, é o estágio mais extremo de desespero em que a mente humana pode chegar. Causado por algum sentimento ou pensamento negativo  intenso. Geralmente a tristeza, solidão ou a frustração. A pessoa possui um vazio dentro do peito, algo que ele sente do fundo do coração.

Um dos problemas que a humanidade enfrenta atualmente é a falta de sensibilidade e o excesso de egoísmo. O pior que se pode fazer a alguém com depressão e dizer que depressão é “frescura” ou que é “coisa de gente fraca“. Não acredito que seja isso. Pois quem diz isso nem imagina o que a pessoa deprimida pode ter passado, quais são seus medos e traumas. Elas não se colocam no lugar da pessoa referida, causando um agravamento na situação do depressivo.

O agravamento de uma depressão pode ser perigoso, pois existe a possibilidade desta pessoa começar a pensar em suicídio.

Acredito que o melhor a fazer, quando há alguém deprimido, é seguir o que Augusto Cury aconselha no trecho que transcrevi acima. Deve-se dar atenção a esta pessoa, deixá-la falar e desabafar tudo o que quiser. Não se deve criticá-la, mas sim escutá-la e se interessar pelo que ela está falando. Perguntar mais sobre os problemas e sentimentos que ela está contando, para que ela sinta que você realmente está querendo entendê-la, e que ela não está só.

Nunca devemos dar conselhos superficiais, ou aquelas respostas convencionais e automáticas que damos em determinadas situações. Pois isso demonstra que você não se importa com ela (pelo menos, não de forma profunda), e não pensa em entendê-la realmente.

No fundo, as pessoas depressivas são as que mais desejam viver, e as que mais querem ser felizes. No entanto, por estarem com a autoestima baixa, não conseguem se desapegar dos sentimentos, lembranças e pensamentos ruins. No caso dos que pensam em suicídio, acredito que, inconscientemente, com essa atitude terrível, elas desejam “matar sua dor“, e não a si mesmas. Pois elas, assim como todos nós, desejam viver felizes.

Segundo Augusto Cury, o ideal, ao encontrarmos uma pessoa com depressão, é levá-la a um profissional competente de confiança. Pois, a depressão pode se tornar uma doença complicada.

Como disse no início, não sou profissional da área, sou leigo. Apenas transcrevi o trecho do livro de Augusto Cury e expressei minha opinião sobre o assunto. Espero que este post possa ajudar as pessoas, no sentido de orientá-las a como proceder caso conheça alguém com este problema. Ou, para no caso de alguém com este obstáculo em sua vida, possa se inspirar a procurar ajuda. E, se eu puder ajudar, o faço com prazer!

Por hoje é só! Ótima semana à todos!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: