Publicado por: Dream Hunter Z | 14/01/2015

Nihongo – Daimeishi – Pronomes [Parte 1]

Oi pessoal! Como estão? 🙂

Hoje falarei sobre Nihongo. Continuarei os posts de gramática, sendo que o último foi sobre Meishi (名詞), os substantivos. O assunto deste post será o Daimeishi (代名詞), os pronomes.

日本語 – Nihongo

日本語 – Nihongo

Os pronomes são palavras que se referem a um substantivo, o substitui dentro de uma frase, ou o qualifica. Diferentemente do português, existem vários possíveis pronomes para a mesma pessoa, devendo ser usado em situações diferentes.

Os pronomes podem ser classificados em: Ninshou Daimeishi (人称代名詞), Shiji Daimeishi (指示代名詞), Gimon Daimeishi (疑問代名詞), Kankei Daimeishi (関係代名詞), Saiki Daimeishi (再帰代名詞), Sougo Daimeishi (相互代名詞), Futei Daimeishi (不定代名詞) e Hitei Daimeishi (否定代名詞); respectivamente: Pronomes Pessoais, Pronomes Demonstrativos, Pronomes Interrogativos, Pronomes Relativos, Pronomes Reflexivos, Pronomes Mutuais, Pronomes Indefinidos e Pronomes Negativos.

Como tem muita coisa para falar, vou dividir o assunto em duas partes. Neste primeiro post, falarei sobre os quatro primeiros: Pessoais, Demonstrativos, Interrogativos e Relativos.

1. Ninshou Daimeishi/人称代名詞/Pronome Pessoal:

São os pronomes que se referem a pessoas e coisas já mencionadas ou inseridas no contexto pelo emissor (quem fala), de forma que o receptor (quem escuta) entenda a quem está se referindo. Em português seriam os famosos “eu”, “tu”, “você”, “ele/ela”,  “nós”, “vós”, “vocês”, “eles/elas”.

No entanto, no japonês é um pouco mais complexo, pois existem várias formas de se referir a uma mesma pessoa, conforme a situação e a polidez que o contexto exige.

Os pronomes pessoais são subdivididos em: Ichininshou Daimeishi (一人称代名詞), Nininshou Daimeishi (二人称代名詞) e Sanninshou Daimeishi (三人称代名詞). Respectivamente: Pronome Pessoal de Primeira Pessoa, Pronome Pessoal de Segunda Pessoa e Pronome Pessoal de Terceira Pessoa. No blog Ganbarou Ze!, ele dá outra classificação: Dai Ichinin Shou (第一人称), Dai Ninin Shou (第二人称) e Dai Sannin Shou (第三人称); que significa respectivamente Primeira Pessoa, Segunda Pessoa e Terceira Pessoa.

* obs.: Existe um número exageradamente enorme de pronomes pessoais. Não há necessidade de decorar todos, sabendo apenas os usuais (普通/futsu) é o suficiente. Embora, vez ou outra aparece em mangás/animes ou doramas outros modos. Coloquei todos que encontrei apenas para o conhecimento geral.

– Ichininshou Daimeishi/一人称代名詞/Pronome Pessoal de Primeira Pessoa:

São os pronomes que se referem à quem está falando a oração (話者/わしゃ/Washa/Locutor). Representa o “eu” e o “nós” no português. É, muitas vezes, omitido, deixando subentendido na oração.

Vamos lá, aqui está uma lista de de pronomes para Primeira Pessoa:

Futsu (普通) – Usuais – Utilizados mais frequentemente:

  • 私/わたし/Watashi: Utilizado tanto por homens e mulheres, mas mais comumente por mulheres, sendo bastante educado. É usado em situações formais.
  • 私/わたくし/Watakushi: Watakushi é a leitura correta do kanji “私”. É uma maneira mais polida de dizer “Watashi”. Era mais usado na primeira metade da Idade Média. A família imperial japonesa utiliza esse termo em seus discursos.
  • 僕/ぼく/Boku: Mais comumente usado por homens. E pode ser estendido para locais com certa formalidade também. Mulher dizendo “Boku” não é muito elegante, embora ocorra às vezes.
    * Curiosidade: o kanji “僕” também pode ser lido como “しもべ” (Shimobe), que significa servente, servo.
  • 自分/じぶん/Jibun: É o pronome utilizado para se referir a si mesmo. Conforme contexto, pode ser utilizado para referir-se a uma outra pessoa. Por exemplo: “貴方は自分でやります。” (Anata wa jibun de yarimasu.”) – “Faça você mesmo.”

Shitashii Baai (親しい場合) – Situações casuais – Mais usado entre amigos e pessoas que se tem mais intimidade:

  • 俺/おれ/Ore: É a corruptela da palavra Onore (己/おのれ). É uma forma bastante masculina de dizer “eu”. Pode representar familiaridade/proximidade ou rudeza, conforme a situação. É bastante ouvido também em brigas e discussões. Evite usar em situações polidas, como para pessoas hierarquicamente superiores, por exemplo.
    Na era Kamakura era usado como segunda pessoa, mas isso foi se modificando com o tempo. Na era Edo, era usado por homens e mulheres de todas as classes. Foi na era Meiji que as mulheres começaram a parar de usar este termo, tornando-se uma palavra mais masculina.
    Porém, atualmente, seu uso pode variar conforme a região do Japão.
  • 儂/私/わし/Washi: É utilizado principalmente por homens idosos. Mas é comum também na região oeste do Japão, ser utilizado por homens mais jovens. Já em Aichi, as mulheres “encurtaram” o “Watashi” (わたし), ficando “Wasshi” (わっし), tendo um som parecido, porém, com origens diferente.
  • 私/あたし/Atashi: É a forma mais casual do “Watashi”. É utilizado por mulheres jovens.
  • 私/あたくし/Atakushi: É a forma mais casual de “Watakushi”, sendo mais pomposo que o “Atashi”.
  • アテクシ/ATEKUSHI: É uma gíria da internet que se originou à partir do “Atakushi”.
  • 私/あたい: Gíria variante de “Atashi”. É uma forma considerada vulgar e grosseira. Utilizado apenas por mulheres.
  • 私/わたい/Watai: Derivado de “Watashi”. Não achei muito a respeito deste pronome, mas é uma forma menos grosseira do que “Atai”.
  • 私/わい/Wai: É derivado de “Watai” (わたい), utilizado bastante na região de Kinki, sendo exclusivamente masculina.
  • 私/わて/Wate: Também é derivado de “Watai”. Usado em Kinki, porém, utilizado por todos os gêneros e idades.
  • 私/あて/Ate: Idem ao “Wate”.
  • わだす/Wadasu: É a forma casual utilizado pelo dialeto da região de Touhoku. Provém do “Watashi” (わたし).
  • あだす/Adasu: É a forma casual utilizada pelo dialeto da região de Touhoku. Provém do do “Atashi” (あたし).
  • わす/Wasu: É a forma casual utilizada pelo dialeto da região de Touhoku. Provém do “Washi” (わし).
  • /うち/Uchi: Usado principalmente pelas mulheres, no oeste do Japão. Na região de Kyuushuu, é utilizada por ambos sexos. Além disso, é usado também em casos possessivos por ambos os sexos.
  • 己等/おいら/Oira: Originalmente utilizado em lugares de homens. Também é usado para dar-se um ar mais gracioso (kawaii/可愛い), usado por homens e mulheres.
  • 俺ら/おら/Ora: É derivado do “Oira” (おいら). Utilizado principalmente na região norte de Kantou. É mais usada por homens. Uma curiosidade: o personagem Goku, do anime Dragon Ball; e o Shin-chan, do anime Crayon Shin-chan, utilizam o “Ora”.
  • おい/Oi: Utilizado na região sul de Kyuushuu, por homens jovens, principalmente.
  • おいどん/Oidon: Utilizado também na região sul de Kyuushuu. Porém, por pessoas mais idosas. Além de homens e mulheres que vieram no período anterior à guerra.
  • うら/Ura: Utilizando por homens em dialetos de algumas províncias apenas.
  • わ、わー/Wa, ou Waa: É utilizado no dialeto de Tsugaru, sem distinção de sexo. Em Iyo, é usado pelos homens mais velhos, porém, como segunda pessoa. E, em Okinawa, também é usado como primeira pessoa, porém, de uso exclusivo masculino.
  • ぼくちゃん/Bokuchan: Utilizado pelos meninos. Além de ser usado em brincadeiras, quando se tenta passar um ar mais gracioso de si mesmo.
  • ぼくちん/Bokuchin: Derivado do “Bokuchan” (ぼくちゃん).

Business Bunshou (ビジネス文書) – Documentos de Negócios – Utilizados no mundo do negócio, principalmente em documentos e relatórios:

  • 小職/しょうしょく /Shoushoku: É utilizado como uma forma relativamente formal de se se referir a si. Os que possuem posto no governo, mas não têm títulos, também utilizam este pronome.
  • 当方/とうほう/Touhou: É utilizado como sendo uma forma relativamente formal de se se referir a si.

Shokugyou (職業) – Profissões – Utilizado por profissões específicas:

  • 本官/ほんかん/Honkan: Utilizado por policiais, oficiais militar, juízes e secretários de Estado.
  • 本職/ほんしょく/Honshoku: Utilizado por advogados, agentes de patente e funcionários judiciais.
  • 愚僧/ぐそう/Gusou: Utilizado por monges condesendentes.
  • 拙僧/せっそう/Sessou: Utilizado por monges e serventes de Buda.

Kofuu (古風) – Antiquados – Estão em desuso ou de uso bastante limitado, como em filmes de época, por exemplo.

  • 我輩/吾輩/我が輩/吾が輩/わがはい/Wagahai: Formosa pomposa, porém, arrogante de se referir a si.
  • /それがし/Soregashi: Utilizado na Idade Média, por homens, principalmente. Em sua origem, era uma forma humilde de se falar, mas com o passar do tempo, tornou-se arrogante.
  • 朕/チン/Chin: Utilizado pela realeza e aristocracia na China Antiga, principalmente pelo Imperador Qin Shi Huang. Pelo fato da China ser admirada na época, a realeza do Japão passou a copiar este pronome, utilizando-o em documentos oficiais e editais imperiais nipônicos. Gradualmente, este costume foi se perdendo e atualmente, a realeza utiliza mais o “Watakushi” (わたくし).
  • 麻呂/麿/まろ/Maro: Utilizado pelos homens no Japão Antigo. Na era Heian, foi usado por ambos os sexos e por pessoas de todas as classes sociais.
  • 我/吾/わ/われ/Wa/Ware: Atualmente é mais utilizado em cerimônias e em títulos de livros, filmes e textos. Às vezes é usado também, no sentido de “Watashi no~” (私の〜), que significa “meu”. Em alguns dialetos, como o da região de Kansai, é usado como segunda pessoa.No dialeto de Okinawa, este (我) também era usado como primeira pessoa, embora a leitura seja diferente: “ワン” (Wan). Lembrando que Okinawa tem um idioma próprio. O uso deste foi abolido após a era Meiji.
  • 余/予/よ/Yo: Começou a ser utilizado após a era Heian. No pré-guerra, todos usavam, independentemente do sexo ou status. Nas ficções, é utilizado com frequência por reis, deuses, etc. Enfim, os que reinam/governam/comandam.
  • 小生/しょうせい/Shousei: Foi utilizado por homens, em linguagem escrita, exclusivamente, para referir-se a si mesmo de forma humilde.
  • 小官/しょうかん/Shoukan:Utilizado por homens ligados ao governo e militares para expressarem com humildade.
  • 吾人/ごじん/Gojin: Antigamente, era usado em correspondências e artigos, apenas por homens.
  • 愚生/ぐせい/Gusei: Também utilizado por homens, antigamente, para escreverem correspondências, porém, é um pronome que expressa maior modéstia.
  • 非才/ひさい/Hisai: Utilizado por homens, ao se referirem ao seu próprio talento com humildade.
  • 不才/ふさい/Fusai: Idem ao anterior.
  • 不佞/ふねい/Funei: Idem ao anterior.
  • /あっし/Asshi: Usado por pessoas simples e da classe trabalhadora, tanto homens quanto mulheres. Acredita-se que é derivado do “Atashi” (あたし).
  • あちき/Achiki: Usado pelas prostitutas, como forma de esconder seu dialeto (que denuncia de que província ou região ela veio). Tem uma sentido semelhante a “Asshi” (あっし).
  • 私/わっち/Wacchi: Utilizado por mulheres, tendo um sentido similar a “Asshi” (あっし) e Achiki (あちき). Atualmente, está em quase completo desuso.
  • 妾/わらわ/Warawa: Usado como forma modesta das mulheres falarem. As mulheres de samurai costumavam usá-lo. Na ficção, pode ser usado por princesas e rainhas.
  • 拙者/せっしゃ/Sessha: Foi comumente utilizado por samurais. Atualmente não é mais usado, apenas nas ficções.
  • 身ども/みども/Midomo: Utilizado dentro das classes de samurais, para um colega de classe inferior se dirigir a um colega de classe superior. Atualmente em desuso.
  • /やつがれ/Yatsugare: Utilizado antigamente por homens, atualmente em desuso.
  • 手前/てまえ/Temae: Sentido igual ao “Yatsugare” (やつがれ). No entanto, ainda é usado em negócios, no lugar de “Kochira” (こちら), que além de representar um lugar (“aqui”), pode ser entendido como “nós”. Em português, seria algo como dizer “nós, da empresa X, (…)”.
  • 此方/こなた/Konata: Também tem o mesmo significado de “Kochira” (こちら). Pode denotar diretamente a uma pessoa rude, sendo uma expressão ambígua. Inicialmente foi utilizado pelas mulheres nobres e classes de guerreiros.
  • 此方人等/こちとら/Kochitora: Similar a “Konata” (こなた), porém, utilizado pelas pessoas mais simples, à partir do século XVII.
  • 私め/わたしめ/Watashime/わたくしめ/Watakushime: Neste caso, temos os pronomes “Watashi” (わたし) e “Watakushi” (わたくし) com o sufixo “me” (め), que tem caráter autodepreciativo. Utilizado por mulheres servas para se referirem a seu superior.

Gouman (傲慢) – Prepotência – São forma de falar que denota superioridade de quem fala. Pode ser considerado uma forma arrogante de se falar.

  • 俺様/おれさま/Oresama: Aqui temos o pronome “Ore” (おれ), acrescido do sufixo “sama” (さま), que denota respeito, e de uma forma polida. É o sufixo que é colocado ao se referir a Deus, por exemplo (神様/かみさま/Kamisama). No entanto, costuma-se dizer em ambientes mais familiares ou para pessoas próximas, tendo um significado bastante arrogante. Pode ser usado para criticar alguém, referindo-o como uma pessoa arrogante.

– Nininshou Daimeishi/二人称代名詞/Pronome Pessoal de Segunda Pessoa:

São os pronomes que se referem ao ouvinte da oração, o interlocutor (対話/たいわしゃ/Taiwasha/Interlocutor). Em português seriam os pronomes: “tu”, “vós”, “você” e “vocês”.

A seguir, a lista de Pronomes da Segunda Pessoa:

Futsu (普通) – Usuais – Utilizados mais frequentemente:

  • 貴方/あなた/Anata: É o pronome mais seguro de se usar na segunda pessoa, podendo ser usado em diversas situações e a maioria das pessoas. No entanto, é rude utilizar para os pais, professores e ascendentes.
    As mulheres costumam referir-se a seus maridos como “Anata”. Como uma forma de dizer “querido”.
    Pode ser escrito “貴女” (あなた/Anata), quando dito para uma mulher; e “貴男” (あなた/Anata), quando para um homem. Porém, não é muito comum estes usos.
  • 其方/そちら/Sochira: Vem de “Sochi” (mesmo kanji), que pode ser traduzido como “esse”, podendo referir-se ao interlocutor. É usado como “Sochira-sama” (そちら様), às vezes, deixando mais formal.
  • お宅/おたく/Otaku: É utilizado por pessoas de mesma status, porém, que não tenha muita proximidade. Este mesmo pronome pode referir-se à “sua casa”, “seu lar”, ou “sua família”.

Houjin nado ni taishite (法人などに対して) – Referentes à pessoas de serviços e outros – Utilizados em empresas e ambientes profissionais:

  • 貴社/きしゃ/Kisha: Utilizado em empresas para chamar um representante de outra empresa.
  • 御社/おんしゃ/Onsha: Tem a mesma função que o anterior, mas é utilizado na região de Kanto.
  • 貴店/きてん/Kiten: Uma forma respeitosa de se referir a um representante de uma loja.
  • 貴局/ききょく/Kikyoku:Forma de chamar pessoas que trabalham em empresas de rádio. Segundo o dicionário da goo, é usado para referir-se a pessoas do correio, de empresas de obras hidráulicas e outras desse tipo.
  • 貴紙/きし/Kishi: Utilizado para chamar representantes e responsáveis por jornais, revistas e colunas.
  • 貴学/きがく/Kigaku: Maneira formal de se referir a um representante de uma universidade. Pode ser traduzida como “sua universidade”.
  • 貴校/きこう/Kikou: O mesmo que o anterior, porém, ao invés de universidade, é para representantes de uma escola.
  • 貴園/きえん/きゑん/Kien/Kiwen: Utilizado para chamar representantes do jardim de infância. Segundo o Weblio, é também usado para referir-se a pessoas que trabalham em zoológicos.
  • 貴サイト/きサイト/KiSaito: Usado para chamar proprietários de sites/Web Masters.

Keii wo harau baai (敬意を払う場合) – Situações para prestar respeito – Formas respeitosas de se falar com pessoas de status ou cargos específicos:

  • 貴官/きかん/Kikan: Utilizado para referir-se a um militar, oficiais do governo e oficiais de autodefesa.
  • 貴職/きしょく/Kishoku: Usado para chamar pessoas de serviços sociais. Segundo o Jisho, também é falado para o governo e negócios e pessoas de alto nível.
  • 貴兄/きけい/Kikei & 貴姉/きし /Kishi: É utilizado na escrita (de cartas e documentos). Respectivamente, por homens e mulheres.

Keii (Mokka ni Taishite (敬意(目下に対して)) – Respeito (Para subordinados): Forma respeitosa de falar com pessoas de nível hierárquico inferior.

  • 卿/きょう/Kyou: Forma que um lorde ou mestre se refere a seu vassalo. Pouco utilizado nos dias de hoje.
  • 貴君/きくん/Kikun: Utilizado por homens, para escrever em cartas a pessoas subordinadas ou de nível hierárquico inferior.

Shitashii Baai (親しい場合) – Situações casuais – Mais usado entre amigos e pessoas que se tem mais intimidade:

  • お前/おまえ/おまい/おめえ/Omae/Omai/Omee: Inicialmente era utilizado tanto por homens e por mulheres, para referir-se a membros inferiores na hierarquia familiar, por exemplo: filhos, filhas, irmãos/irmãs menores, netos, netas, etc. Mais tarde, tornou-se um honorífico para pessoas importantes. No entanto, atualmente, é uma forma casual de se referir a alguém. Denota a superioridade de quem está falando, podendo, por isso, ser rude. No entanto, é bastante utilizado entre amigos e pessoas mais próximas.
  • 貴方/あんた/Anta: É uma forma abreviada de falar “Anata” (あなた). No leste do Japão, é considerado uma forma vulgar de falar. No oeste, começando por Kinki, é usado para chamar pessoas queridas.
  • お前さん/おまえさん/おまいさん/Omae-san/Omai-san: Forma parecida ao”Anta” (あんた). Sendo o oposto do “Omae” (あんた).
  • 自分/じぶん/Jibun: É o mesmo pronome de primeira pessoa que escrevi lá em cima, porém, é usado como segunda pessoa em regiões específicas como Kansai, Niigata e Yamanashi. É usado mais por jovens, como forma de desprezar, segundo o Wikipédia.
  • 相手の名字(姓)/あいてのみょうじ(せい)/Aite no Myouji (Sei) (Sobrenome do destinatário): Ao invés de utilizar um pronome, pode-se chamar a pessoa pelo seu sobrenome. É comum utilizar-se os honoríficos “-san” (さん) ou “-sama” (/さま) após o sobrenome. Estes equivalem ao “senhor (a). Não usá-los ao dirigir-se a alguém superior, é muito rude. Entre pessoas próximos é permitido dizer sem os honoríficos.
  • 相手の名前(名)/あいてのなまえ(な)/Aite no Namae (Na) (Nome do destinatário): No Japão, chamar alguém pelo nome implica grande intimidade, tendo um significado importante. Mesmo assim, inicialmente, costuma-se usar o honorífico “-san” depois do nome.
  • 君/きみ/Kimi: É uma forma bastante casual de se falar. Inicialmente, era usado por homens para chamar seus companheiros. As mulheres começaram a utilizar também, para chamar algumas pessoas. Antigamente, “Kimi” não era utilizado entre casais de namorados e casados. No entanto, nos últimos tempos, alguns casais começaram a fazê-lo. Nas músicas, principalmente, é utilizado pelos homens, para referirem-se à suas amadas.
  • /わい/Wai: Normalmente é um pronome de primeira pessoa. Porém, em Kyuushuu é usado como segunda pessoa, sendo originado de “Omae” (お前). Nessa região, não se utiliza o “Wai” como primeira pessoa, no lugar deste, usa-se o “Oi” (おい).

Tekitaiteki (敵対的) – Hostil – Formas hostis de se referir a alguém:

  • 手前/てめえ/てめぇ/Temee: É a corruptela de “Temae” (てまえ ), que era um pronome de primeira pessoa. O Temee é uma forma extremamente hostil e rude de chamar alguém, chegando a ser ofensivo.
  • /おのれ/Onore: É a palavra que originou o “Ore” (俺/おれ) (primeira pessoa). Utilizado mais por homens e é uma forma rude.
  • /おどれ/おんどれ/おどりゃ/おんどりゃあ/われ/Odore/Ondore/Odorya/Ondoryaa/Ware: São todos usados no oeste, nas regiões de Kinki e Sanyo. É bastante ofensivo, sendo usado em brigas e lutas. Na região centro-leste de Kinki, o “Ware” é utilizado como palavra de afeto, ao invés de hostilidade.
  • 貴様/きさま/Kisama: Apesar de ser um honorífico antigamente, atualmente é uma palavra extremamente ofensiva e rude. Em Kyuushuu é usado, também, o “Kisan” (きさん), que não é menos hostil que o “Kisama”.
  • 我/われ/わ/Ware/Wa: É utilizado no norte e oeste do Japão. Pode ser considerado uma forma crítica de chamar a pessoa.

Kogo/Kofuu (古語/古風) – Antiquados – Estão em desuso ou de uso bastante limitado, como em filmes de época, por exemplo.

  • 汝/なんじ/Nanji: É, atualmente, utilizado no lugar do pronome inglês “thou” (o tu no português). Porém, é considerado uma forma estranha de se falar.
  • そち/そなた/その方/そのほう/Sochi/Sonata/Sonohou: Todas estas formas eram utilizadas por pessoas de posições sociais superiores para pessoas de níveis inferiores.
  • 貴君/きくん/Kikun: Utilizado antigamente, por homens, em cartas, para referir-se a alguém de nível igual ou inferior.
  • 貴殿/きでん/Kiden: Utilizado antigamente, por homens, em cartas, para referir-se a alguém de nível igual ou superior.
  • 貴公/きこう/Kikou: Utilizado antigamente, por homens, para referir-se a alguém de mesmo nível ou de posição inferior.
  • 主/ぬし/お主/おぬし/Nushi/Onushi: É mais comum utilizado com o “o” (お) antes. Refere-se a alguém de nível igual ou inferior. Curiosidade: O personagem Himura Kenshin, protagonista de Rurouni Kenshin (Samurai X, no Brasil), utiliza bastante este pronome.
  • 汝/うぬ/Unu: Forma bastante hostil, podendo ser considerado ofensivo. Também pode ser entendido como “seu cabeça dura”.
  • 御身/おんみ/おみ/Onmi/Omi: É um termo antigo bastante polido. A leitura mais comum é o “Onmi”.
  • 御許/おもと/Omoto: Utilizado por mulheres. Em especial, pelas esposas, referindo a seus maridos.
  • 此方/こなた/Konta: Conforme região, é utilizado como primeira pessoa ou terceira pessoa também. Atualmente, a leitura mais comum desses kanjis é “Kochi” (こち) ou “Kochira” (こちら), que significa “aqui”, ou “este lugar/caminho”.

– Sanninshou Daimeishi/三人称代名詞/Pronome Pessoal de Terceira Pessoa:

São os pronomes que se referem a quem se fala. Em japonês, é mais comum falar-se o nome da pessoa, ao invés de pronome, mas eles são usados também. Em português seriam os pronomes: “ele (a)” e “eles (as)”.

A seguir, a lista de Pronomes da Terceira Pessoa:

  • /かれ/Kare: Utilizado para se referir a homens. Pode ser traduzido como “ele”. Também é uma forma de se referir a um “namorado”.
  • 彼女/かのじょ/Kanojo: Utilizado para se referir a mulheres. Pode ser traduzido como “ela”. Também é uma forma de se referir a uma “namorada”.
  • あの人/あのひと/Ano Hito: Pode ser usado tanto para homens, quanto para mulheres. Traduzindo ao “pé da letra”, significa “aquela pessoa”.
  • あの男/あのおとこ/Ano Otoko: Usado somente para homens, traduz-se como “aquele homem”. Em situações formais, é adequado acrescentar o “の人” (no hito) depois, ficando “あの男の人” (Ano otoko no hito).
  • あの女/あのおんな/Ano Onna: Usado somente para mulheres, traduz-se como “aquela mulher”. Em situações formais, é adequado acrescentar o “の人” (no hito) depois, ficando “あの女の人” (Ano onna no hito).
  • 彼奴/あいつ/かやつ/きゃつ/Aitsu/Kayatsu/Kyatsu: Pode ser usado tanto para homens como para mulheres. Refere-se a uma pessoa distante (fisicamente). É uma forma meio vulgar de falar, embora seja usado normalmente entre amigos próximos.
  • 此奴/こいつ/Koitsu: É unissex, referindo-se a alguém que está mais próximo de quem fala. Também é uma forma vulgar de se referir a alguém, porém, comum entre amigos e pessoas próximas.
  • 其奴/そいつ/Soitsu: Também é unissex. Refere-se a alguém próximo a quem ouve. É, também, uma forma vulgar, porém, bastante comum entre amigos próximos.
  • /やつ/Yatsu: Forma generalizada de dizer “aquele sujeito”. Não é muito bonito de se falar, mas é comumente usado entre amigos próximos.

2. Shiji Daimeishi/指示代名詞/Pronome Demonstrativo:

São pronomes que explicitam a posição de uma palavra em relação a outras dentro do contexto. Eles são representados pelos chamados “demonstrativos” (指示語/Shijigo ou 指示詞/Shijishi), que são palavras com função de determinar a posição do orador em relação a outros pontos.

Em japonês, usa-se o chamado KoSoADo (こそあど), composto de quatro séries que são representadas pelo nome “kosoado”:

  • Série “Ko” (コ系列/Ko-Keiretsu) – “此” (Ko) – Também chamado de “Kinshou” (近称), representa algo próximo ao orador/falante.
  • Série “So” (ソ系列/So-Keiretsu) – “其” (So) – Também chamado de “Chuushou” (中称), representa algo próximo ao ouvinte.
  • Série “A” (ア系列/A-Keiretsu) – “彼” (A) – Também chamado de “Enshou” (遠称), representa algo distante do orador/falante e do ouvinte.
  • Série “Do” (ド系列/Do-Keiretsu) – “何” (Do) – Representa algo de posição indeterminada, podendo ser usada, inclusive, para perguntar.

Existem sete formas para o Kosoado, que são: Jibutsu (事物/Coisas), Bashou (場所/Lugar), Houkou (方向/Direção), Ninshou (人称/Pessoal), Rentaishi (連体詞/Prenominais), Fukushi (副詞/Advérbio) e Keiyoudoushi (形容動詞/Adjetivos Nominais).

Coisas Lugar Direção Pessoal Prenominais Advérbio Adjetivos Nominais
Série-Ko これ/Kore ここ/Koko こっち; こちら/Kocchi; Kochira こいつ; こなた/Koitsu; Konata この/Kono こう/Kou こんな/Konna
Série-So それ/Sore そこ/Soko そっち; そちら/Socchi; Sochira そいつ; そなた/Soitsu; Sonata その/Sono そう/Sou そんな/Sonna
Série-A あれ/Are あそこ/Asoko あっち; あちら/Acchi; Achira あいつ; あなた/Aitsu; Anata あの/Ano ああ/Aa あんな/Anna
Série-Do どれ/Dore どこ/Doko どっち; どちら/Docchi; Dochira どいつ; どなた/Doitsu; Donata どの/Dono どう/Dou どんな/Donna

Como devem ter reparado, dentro do Kosoado não estão somente os pronomes demonstrativos. Temos pronomes pessoais (em ninshou), prenominais, advérbios e adjetivos nominais, a qual veremos futuramente em seus respectivos posts.

Os pronomes pessoais vimos agora a pouco (lá em cima). Vamos ver agora os demonstrativos:

Jibutsu (事物) – Coisas – Utilizado para objetos inanimados, animais e plantas.

  • これは本です。 / Kore wa hon desu. / Isto é um livro.
  • それは犬です。 / Sore wa inu desu. / Isso é um cachorro.
  • あれは花です。 / Are wa hana desu. / Aquilo é uma flor.
  • どれがあなたの荷物ですか。 / Dore ga anata no nimotsu desu ka? / Qual é a sua bagagem?

Bashou (場所) – Lugar – Como próprio nome diz, demonstra lugares.

  • ここはインダイアツーバです。 / Koko wa INDAIATSUUBA desu. / Aqui é Indaiatuba.
  • そこは寒いですか。 / Soko wa samui desuka? / Aí está frio?
  • あそこはきれいな町があります。 / Asoko wa kireina machi arimasu. / Ali há uma bela cidade.
  • 春子さんはどこですか。 / Haruko-san wa doko desuka? / Onde está a Haruko?

Houkou (方向) – Direção – Aponta uma direção a se olhar ou seguir. Cuidado para não confundir com o “lugar”.

  • こっちの水は甘いです。 / Kocchi no mizu wa amai desu. / A água daqui é doce.
  • こちらは一番大きい家です。 / Kochira wa ichiban ooki ie desu. / Aqui está a maior casa.
  • そっちの花はもっときれいです。/ Socchi no hana wa motto kirei desu.. / As flores aí são mais belas.
  • そちらの道はやばいです。/ Sochira no michi wa yabai desu. / Esse caminho é perigoso.
  • あっちへ行って!/ Acchi e itte! / Vá para lá!
  • あちらの山は寒いです。 / Achira no yama wa samui desu. / Aquela montanha é fria.
  • こっちか?そっちか?どっち?/ Kocchi ka? Socchi ka? Docchi? / É por aqui? Ou por aí? Por qual?
  • 学校はどちらですか。 / Gakkou ha dochira desuka? / Para que direção fica a escola?

3. Gimon Daimeishi/疑問代名詞/Pronomes Interrogativos

São palavras que indicam alguma dúvida, por isso, são usados em frases interrogativas. Basicamente, temos os seguintes pronomes:

  • 何処/どこ/Doko: Onde
  • 何/なに-Nani: O que
  • 誰/だれ/Dare: Quem
  • 何時/いつ/Itsu: Quando
  • 如何/どう/Dou: Como
    * obs.: Os kanjis de “Dou” podem ser lidos como “いかが” (ikaga), que tem o mesmo significado, porém, nem sempre pode ser utilizado nas estruturas que explicarei abaixo.

Exemplos:

  • 百合子さんは何処に住んでいますか?/ Yuriko-san wa doko ni sundeimasuka? / Senhora Yuriko, onde você mora?
  • あの変なものは何?/ Ano Henna mono wa nani? / O que é aquela coisa estranha?
  • あの可愛い女の子は誰ですか?/ Ano kawaii onna no ko wa dare desuka? / Quem é aquela garota meiga?
  • 僕たちは何時会えますか?/ Bokutachi wa itsu aemasuka? / Quando nós vamos nos encontrar?
  • あの難しい漢字のこと如何書きますか?/ Ano muzukashii kanji no koto dou kakimasuka? / Sobre aquele kanji difícil, como se escreve?

* Nota: Apesar de eu ter usado estes pronomes em kanji, é mais comum vê-los em hiragana.

Se acrescentarmos a partícula (joshi/助詞) “” (ka) após estes pronomes, ela deixa de ter um sentido de pergunta, passando a ter uma semântica de algo não especificado. Vejamos como fica, para melhor compreensão:

  • どこ (doko) +か (ka) =どこか (dokoka) – Algum lugar
    – Exemplo: 何処か会えましょう! (Dokoka aemashou!) = Nos encontraremos em algum lugar!
  • なに (nani) +か (ka) =なにか (nanika) – Alguma coisa
    – Exemplo: 何か失いましたか? (Nanika ushinaimashitaka?) = Perdeu alguma coisa?
  • だれ (dare) +か (ka) =だれか (dareka) – Alguma pessoa (alguém)
    – Exemplo: 誰か!あの子を助けてください! (Dareka! Ano ko wo tasuketekudasai!) = Alguém! Por favor, ajude aquela criança!
  • いつ (itsu) +か (ka) =いつか (itsuka) – Algum tempo (alguma vez; algum dia)
    – Exemplo: 何時か、愛を輝きます。。。 (Itsuka, ai wo kagayakimasu…) = Algum dia, o amor brilhará…
  • どう (dou) +か (ka) =どうか (douka) – Algum modo (alguma maneira; algum jeito)
    – Exemplo: どうか助けてください! (Douka tasuketekudasai!) = De algum modo, por favor, me ajude!

Por outro lado, se acrescentarmos a partícula (joshi/助詞) “”  (mo), damos um sentido de abrangência (seja para o todo, quanto para o nada). Tudo ou nada, vai depender se a oração é positiva ou negativa. Vamos aos exemplos:

  • どこ (doko) +も (mo) =どこも (dokomo) – Todo (nenhum) lugar
    – Exemplo 1: 春になるとどこも美しく見える。 (Haru ni naru to dokomo utsukushiku mieru.) = Quando se torna primavera todo lugar parece lindo.
    – Exemplo 2: この町のホテルはどこも空き部屋がない。 (Kono machi no hoteru wa dokomo akiheya ga nai.) = Em nenhum dos hotéis desta cidade há quarto vago.
  • なに (nani) +も (mo) =なにも (nanimo) – Nenhuma coisa (* Aqui nunca será positivo)
    – Exemplo: 腹減った!冷蔵庫の中に何もないです。 (Hara hetta! Reizouko no naka ni nanimo nai desu.) = Estou com fome! Dentro da geladeira não tem nada.
  • だれ (dare) +も (mo) =だれも (daremo) – Todo mundo/Todos (Ninguém)
    – Exemplo 1: 誰も学校に行きましょう! (Daremo gakkou ni ikimashou!) = Vamos todos para a escola!
    – Exemplo 2: 涙の理由は誰も分からない。 (Namida no riyuu wa daremo wakaranai.) = O motivo das lágrimas, ninguém sabe.
  • いつ (itsu) +も (mo) =いつも (itsumo) – Todo tempo/sempre (* Aqui nunca será negativo)
    – Exemplo: 愛する人はいつもそばにいるよ! (Aisuru hito wa itsumo soba ni iru yo!) = A pessoa amada está sempre ao seu lado!
  • どう (dou) +も (mo) =どうも (doumo) – Todo modo (* Aqui nunca será negativo)
    – Exemplo: どうも、 僕は勝った! (Doumo, boku wa katta!) = De todo modo, eu venci!

Por fim, podemos colocar, após os interrogativos, a palavra “でも” (demo). Assim, passa a dar um sentido de indiferença. Vejamos:

  • どこ (doko) +でも (demo) =どこでも (dokodemo) – Qualquer lugar
    – Exemplo: 行きたい所?何処でもいい! (Ikitai tokoro? Dokodemo ii!) = Um lugar que quero ir? Qualquer lugar está bom!
  • なに (nani) +でも (demo) =なんでも (nandemo) – Qualquer coisa
    * Única exceção. O kanji “何” (nani) + でも (demo) não se lê “nanidemo”, e sim “nandemo”.
    – Exemplo: 何でも聞いてもいいですか? (Nandemo kiitemo ii desuka?) = Posso perguntar qualquer coisa?
  • だれ (dare) +でも (demo) =だれでも (daredemo) – Qualquer um (pessoa)
    – Exemplo: 誰でもはだめです!一番大切な人だけと結婚を出来ます! (Daredemo wa dame desu! Ichiban taisetsu na hito dake to kekkon wo dekimasu!) = Não pode ser qualquer uma! Eu posso me casar somente com a pessoa mais importante !
  • いつ (itsu) +でも (demo) =いつでも (itsudemo) – Qualquer tempo (hora)
    – Exemplo: いつでも家に来なさい! (Itsudemo uchi ni kinasai!) = Venha em casa a qualquer hora!
  • どう (dou) +でも (demo) =どうでも (doudemo) – Qualquer modo (qualquer maneira; qualquer jeito)
    – Exemplo: 勝ちか負けかどうでもいい! (Kachi ka make ka doudemo ii!) = Ganhar ou perder, de qualquer modo está bom!

Um caso à parte, seria a adição do “までも” (mademo) após os interrogativos. Porém, ele só funciona com o “どこ” (doko) e “いつ” (itsu), que representam, respectivamente, “lugar” e “tempo“. O “mademo” dá o significado de “independente de (lugar ou tempo)”, ou seja, a ação do verbo ocorrerá não importando o lugar (ou o tempo). Vamos aos exemplos:

  • どこ (doko) +までも (mademo) =どこまでも (dokomademo) – Seja qual for o lugar/Não importa o lugar/Independentemente do lugar
    – Exemplo: 何処までも君のことを考えます。 (Dokomademo kimi no koto kangaemasu.) = Não importa onde esteja, penso em você.
  • いつ (itsu) +までも (mademo) =いつまでも (itsumademo) – Seja qual for o tempo (hora)/Não importa o tempo (hora)/Independentemente do tempo (hora)
    – Exemplo: 内田さんはいつまでもあの人のことを喋っています。 (Uchida-san wa itsumademo ano hito no koto wo shabetteimasu.) = Seja qual for a hora, Sr. Uchida só fala  sobre aquela pessoa.

4. Kankei Daimeishi/関係代名詞/Pronomes Relativos

Os pronomes relativos são aqueles que estabelecem uma relação entre duas ou mais orações, substituindo um termo da oração anterior na oração seguinte. O problema é que em japonês, estes pronomes não existem, assim como no português e no inglês, por exemplo.

Então, como fazer para ligar orações de forma coerente? Para isso, temos que atentar para alguns detalhes.

  1. Temos que verificar quem é o sujeito da frase. Depois do sujeito quase sempre haverá a partícula (joshi/助詞) “” (wa). Lembrando que o sujeito é apenas um termo da frase, portanto, esta partícula só aparece uma vez (no entanto, não é obrigatório o seu uso, existem muitas frases sem esta partícula).
  2. O sujeito costuma ficar depois do verbo. Se pensarmos em português (o que não recomendo), o que viria depois do pronome, em japonês vem antes do termo que o pronome substituiria.

Acho mais fácil mostrar com exemplos. Vamos lá:

  1. ドラえもんは猫です。 (Doraemon wa neko desu.) = Doraemon é um gato.
  2. ドラえもんは話しができるです。 (Doraemon wa hanashi ga dekiru desu.) = Doraemon consegue falar.
  • 話しが出来るドラえもん猫です。(Hanashi ga dekiru Doraemon wa neko desu.) = Doraemon é um gato que consegue falar.

O que está sublinhado é o termo que, em português, fica depois do pronome “que” (que não existe em japonês). O sujeito é o que está em azul marinho (Doraemon), reparem que a partícula “” (wa) está depois do sujeito. Em azul real, está a informação da outra oração.

Vamos ver mais um exemplo para reforçar?

  1. 優実さんは料理してます。 (Yuumi-san wa ryouri shitemasu.) = Srª. Yuumi está cozinhando.
  2. 優実さんは歌っています。 (Yuumi-san wa utatteimasu.) = Srª Yuumi está cantando.
  • 料理して優実さん歌っています。 (Ryouri shite Yuumi-san wa utatteimasu.) = Srª Yuumi a qual está cozinhando, está cantando.
    * obs.: Na tradução fica estranho, pois repete-se o verbo “estar“. Em português, creio que seria mais adequado utilizar a conjunçãoenquanto“, ficando: “Srª Yuumi está cozinhando enquanto canta”. Forcei a tradução para mostrar que não é uma boa ideia se apegar muito à traduções, pois nem sempre a melhor maneira de estruturar uma oração em um idioma é igualmente aceitável em outro. Sem contar que é melhor aprender a pensar no idioma que estamos estudando, ao invés de ficar traduzindo tudo na nossa cabeça.

Aqui, usando o mesmo padrão do exemplo anterior, temos sublinhado, o termo que, em português, fica depois do pronome “qual” (que, pelas regras de regência, pede uma preposição “a” anterior a este). O sujeito é o que está em azul marinho (Yuumi-san/Srª Yuumi), reparem que aqui também a partícula “” (wa) está depois do sujeito. Em azul real, está a informação da outra oração.

Lembrando que em alguns casos, as frases podem ser invertidas, usando este mesmo exemplo, poderia ficar:

  • 歌って優実さん料理してます。 (Utatte Yuumi-san wa ryouri shitemasu.) = Srª Yuumi a qual está cantando, está cozinhando.

A ordem das orações passa a mesma informação, porém, tem sentidos diferentes, pois valoriza uma ação diferente.

  1. 料理して優実さん歌っています。 (Ryouri shite Yuumi-san wa utatteimasu.) = Srª Yuumi a qual está cozinhando, está cantando.
  2. 歌って優実さん料理してます。 (Utatte Yuumi-san wa ryouri shitemasu.) = Srª Yuumi a qual está cantando, está cozinhando.

Na primeira, a ação de destaque é “cantar”. “Cozinhar” é uma ação secundária que ela está realizando. Na segunda é o inverso. Ambas estão corretas, só depende de qual ação o autor quer enfatizar.

Ufa! Por hoje acho que está ótimo, não? Ainda faltam mais quatro tipos de Daimeishi/Pronomes. Mas fica para um outro post.

Quero lembrar que escrevo estes posts enquanto estudo, pois quero compartilhar o que aprendo com outras pessoas que também estão se esforçando para aprender japonês. Por isso, posso cometer erros. Se acharem algum, por favor, me avisem!

Bom, por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!


REFERÊNCIAS:

~> Denshi Jisho – Online Japanese dictionary

~> Ganbarou Ze! – Gramática Japonesa

~> 国文法 – Wikipedia

~> 日本語 – Wikipedia

~> Nihongo o benkyō shimasho, 27ª lição – Pronome Reflexivo e “Pronome Relativo”…


POSTS RELACIONADOS:

~> Nihongo – Gramática – Introdução

~> Nihongo – Meishi – Substantivos

~> Nihongo – Números – Suuji [Parte 1]

~> Nihongo – Números – Suuji [Parte 2]

~> Nihongo – Joshi – Partículas [Parte 1]

~> 日本語

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: