Publicado por: Dream Hunter Z | 10/02/2016

Nada acontece por acaso

Olá a todos! 🙂 Como estão?

Hoje posto algo que recebi por e-mail de meu pai há um tempão. É uma historinha, que possui uma verdade maravilhosa.

Nada acontece por acaso

Nada acontece por acaso – Imagem retirada deste site.

Nada acontece por acaso

“O maior erro do ser humano é tentar tirar da cabeça aquilo que não sai do coração…”

Um dia, um rapaz pobre que vendia mercadorias de porta em porta para pagar seus estudos, viu que só lhe restava uma simples moeda de dez centavos e tinha fome.

Decidiu que pediria comida na próxima casa. Porém, seus nervos o traíram quando uma encantadora mulher jovem lhe abriu a porta.

Em vez de comida, pediu um copo de água. Ela pensou que o jovem parecia faminto e, assim, lhe deu um grande copo de leite. Ele bebeu devagar e depois lhe perguntou:

– Quanto lhe devo?
– Não me deves nada. – Respondeu ela.

E continuou:

– Minha mãe sempre nos ensinou a nunca aceitar pagamento por uma oferta caridosa.

Ele disse:

– Pois te agradeço de todo o coração.

Quando Howard Kelly saiu daquela casa, não só se sentiu mais forte fisicamente, mas também sua fé em Deus e nos homens ficou mais forte.

Ele já estava resignado a se render e deixar tudo.

Anos depois, essa jovem mulher ficou gravemente doente. Os médicos locais estavam confusos. Finalmente a enviaram à cidade grande, onde chamaram um especialista para estudar sua rara enfermidade. Chamaram o Dr. Howard Kelly.

Quando escutou o nome do povoado de onde ela viera, uma estranha luz encheu seus olhos.

Imediatamente, vestido com sua bata de médico, foi ver a paciente. Reconheceu imediatamente aquela mulher. Determinou-se a fazer o melhor para salvar aquela vida. Passou a dedicar atenção especial a aquela paciente.

Depois de uma demorada luta pela vida da enferma, ganhou a batalha.

O Dr. Kelly pediu a administração do hospital que lhe enviasse a fatura total dos gastos para aprová-la. Ele a conferiu, depois escreveu algo e mandou entregá-la no quarto da paciente.

Ela tinha medo de abri-la, porque sabia que levaria o resto de sua vida para pagar todos os gastos. Mas, finalmente abriu a fatura, e algo lhe chamou a atenção, pois estava escrito o seguinte: ‘Totalmente pago há muitos anos, com um copo de leite. ass.: Dr. Howard Kelly’.

Lágrimas de alegria correram dos olhos da mulher, e seu coração rezou assim: ‘Graças meu Deus porque Teu amor se manifestou nas mãos e nos corações humanos.’

Uma pequena história comovente, né? Não sei se é verídica ou não, porém, é verdade que todo o bem que praticamos, nos retornará multiplicado. O próprio Jesus Cristo disse isso: “Dai e ser-vos-á dado”.

No entanto, muitos esperam que o retorno venha pela mesma via em que foi dado. Porém, isso nem sempre acontece. Ao fazermos um bem, não necessariamente os frutos colhidos manifestar-se-ão através da mesma pessoa a quem beneficiamos (como aconteceu na historinha). Na grande maioria das vezes, a recebemos nos momentos e pelas pessoas ou meios mais inesperados possíveis.

Todavia, praticar o bem visando a “recompensa“, já anula o bem realizado. Na verdade, não podemos considerar isso como um ato benéfico, já que há segundas intenções egoísticas (o retorno). A bondade deve ser praticada de coração, com o sentimento de ajudar e tornar feliz o próximo. Simples assim. Na verdade, é esse sentimento que atrai as coisas boas para a vida. Se esse sentimento estiver corrompido, pelo objetivar da recompensa, então não é mais um sentimento altruísta. Em outras palavras, isso só poderá atrair coisas que combinam com o egoísmo, cobrança e perdas.

Outro ponto desta citação, talvez o principal, é que a vida nos dá muitas oportunidades. Cada pessoa com quem cruzamos é uma delas. Talvez seja para aprendermos algo com ela, ou para ensinarmos algo, ou para ajudá-las, ou para nos ajudarem. Isso tudo é algo que acontece naturalmente, sem que as pessoas envolvidas percebam que estão aprendendo ou ensinando. Não há como saber isso, e nem devemos nos encucar com isso. Todavia, é importante estar atento na lição/ajuda que algumas pessoas estão nos dando (sim, muitas vezes não notamos e seguimos em frente assim mesmo, desperdiçando a oportunidade).

Da mesma forma, é importante estar atento para ajudar quem está precisando, já que futuramente possa ser nós a estar necessitando de algum auxílio.

Outra “lição” que vejo nesta historinha, é que nunca sabemos o que a vida nos reserva, embora seja nós mesmos que escrevemos a história de nossas vidas, sempre pode haver imprevistos. Por isso, jamais devemos desprezar ou menosprezar uma pessoa. Como dizem, o mundo da voltas. Tratando todas as pessoas com amor sincero, preocupando-se com elas e, ajudando-as sempre que possível, a recíproca se tornará verdadeira em momentos de crises. Todos o ajudarão e se importarão com todo o prazer.

Talvez há quem questione isso dizendo algo como: “Eu ajudei Fulano, mas quando precisei ele me deu as costas.”. Mas na própria afirmação já notamos o problema da questão. Ao dizer “eu ajudei”, é como se estivesse cobrando o retorno, ou o pagamento da ajuda oferecida anteriormente. E nisso, está implícito um sentimento egoísta. Como discorri acima, não foi uma ajuda sincera, pois se fosse, não seria cobrada posteriormente.

Penso eu que, aquele que se doou realmente, nem se lembra disso depois, pois não considera isso algo grandioso (embora seja), é um ato natural. É como na historinha! A mulher nem se lembrava do Howard, afinal não o reconhecera, apesar de ele ter sido seu médico durante todo o seu tratamento. Ela apenas recordou quando leu sobre o copo de leite na notinha que ele escrevera. Resumindo, ela entregou o copo de leite para ele, pois percebeu sua carência e quis fazer algo para ajudá-lo. Jamais pensou em cobrar o retorno depois, ou melhor, até se esquecera do próprio ato de bondade.

Todos nós apenas colhemos o que plantamos. As sementes são as palavras que usamos (seja via pensamentos, voz alta, ou escrita), os nossos sentimentos e atitudes (seja físicas, ou mesmo em nossa imaginação/pensamentos). Tudo em que concentramos é uma semente que plantamos, e isso é algo que poucos percebem na prática.

Alguns exemplos simples de sementes que plantamos no dia a dia, e nem nos damos conta:

  • Expressão facial – deem uma volta na cidade, reparem nos rostos da pessoas. A grande maioria andam com uma expressão carrancuda, séria, irritada, dura. Isso é uma semente que plantamos. Reparem que as pessoas felizes possuem uma fisionomia sorridente, mesmo quando estão sérias.
  • Conversas – quando conversa com alguém, sobre o que vocês falam? Falam de outras pessoas? Conhecidos? Artistas? Ou dos personagens da novela ou filme? Reparam nas pessoas que estão passando? O que falam delas? Elogiam? Ou criticam? Falar bem, ou mal das pessoas é uma semente, e dará frutos, mas não para a “pessoa-alvo”, e sim para si mesma. E isso é válido para qualquer tipo de assunto. Fale sobre doenças, e é isso que atrairá para si! Fale sobre prosperidade e assuntos prósperos, e assim você será!
  • Pensamentos – Quando está só, caminhando ou fazendo algo no “piloto automático“, o que você pensa? Fica martelando os problemas? Relembrando as experiências que o deixaram triste ou irritado? Ou preocupa-se com adversidades que poderá enfrentar no futuro? Se sim, estás plantando exatamente essas sementes na horta da sua vida. Não seria melhor pensar nas pessoas que ama? Naqueles acontecimentos alegres, que o fizeram morrer de rir? Ou ficar imaginando/sonhando coisas agradáveis? Por exemplo, o que faria se ganhasse R$3.000.000.000,00 amanhã? Ou se encontrasse aquela alma gêmea que sempre sonhou? Ou, o que faria ao realizar a viagem de seus sonhos? Para onde iria primeiro? O que faria? Da mesma forma que na situação anterior, estarias plantando estas sementes! (E, ao meu ver, isso dará frutos bem mais agradáveis).

Esses são alguns exemplos de coisas do cotidiano de qualquer um, que, se prestarmos atenção e mudarmos, pode fazer toda a diferença no futuro.

Desviei-me um pouco do assunto, embora acredite que esteja intrinsecamente ligado com a historinha, onde a mulher só colheu o que ela plantou anos antes, ao dar um copo de leite à Howard.

Concluindo, pratiquemos mais o bem espontâneo! Falemos, pensemos e sintamos mais as coisas boas da vida! Sonhemos mais com um futuro maravilhoso e feliz! Isso sem dúvidas, trará magia para a própria vida.

Por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: