Publicado por: Dream Hunter Z | 22/03/2016

Proibido para menores de 18 anos

Olá a todos! 🙂 Como estão?

O título chamou a atenção? Esta frase sempre chama, né? Não se preocupem, não postarei nada que deva ser censurado. Mas o assunto desta postagem é exatamente este.

Proibido para menores de 18 anos

Proibido para menores de 18 anos – Arte minha.

Todos sabemos que existem filmes com esta classificação. Assim como alguns lugares como bares, shows e casas. Também existem revistas, livros e sites que são proibidas para os menores; e acho isso corretíssimo! (A questão dos sites é complicado, mas não é o foco do assunto de hoje.).

No entanto, acredito que deveriam existir também, músicas com esta censura.

O que me fez pensar sobre isso, é um acontecimento que presenciei. Certa vez, no ônibus, um ser que desconhecia a maravilha tecnológica chamada “fone de ouvido“, ouvia uma música chamada “Chupa que é de uva” (Não preciso explicar o que implica esta música, né? – Para quem não conhece, clique aqui.). Ao chegar no refrão, escuto um menino de uns 4 anos perguntar para a mãe: “O que que é de uva?“. A mãe ficou constrangida e falou alguma coisa baixinho para a criança. Fico imaginando que resposta ela deu…

Músicas também deveriam ter censura.

Músicas também deveriam ter censura. – Imagem retirada deste site.

Quem não se lembra do "É o Tchan"?

Quem não se lembra do “É o Tchan“? – Foto retirada deste site.

Como sabemos, aqui no Brasil temos muitas músicas desse tipo, com letras maliciosas que remetem ao ato sexual. E elas são tocadas abertamente, mesmo na televisão, ou na rádio. Os shows, até onde eu saiba, com exceção do funk, não são proibidos para menores.

Como resultado disso, vemos crianças rebolando e fazendo as coreografias sensuais e/ou obscenas, e os adultos achando uma gracinha…. Acredito que as informações sobre sexo devam ser introduzidas na vida dos pequeninos de forma planejada, pois é um assunto sério. No entanto, a criançada já é familiarizada com isso desde cedo, sem nenhuma orientação prévia decente.

E, quando falo sobre orientação sexual, não estou falando das “aulas” que temos nas escolas, à partir de uma certa idade. Estas são importantes também, pois explicam sobre as mudanças no corpo na época da puberdade, o que acontece com o organismo durante o ato, e as consequências possíveis disso; além de ensinar sobre as formas de prevenção de doenças e gravidez indesejada. No entanto, falo sobre o significado de se fazer o sexo. Muitos, incluindo os adultos, não sabem sobre isso. Acham que é prazer, um método de procriação, ou satisfação dos instintos de manutenção da espécie.

Isso não está errado, mas há um significado muito maior para isso: os sentimentos! Sexo não é a busca de uma parceira(o) atraente para se obter o prazer próprio. É amor verdadeiro e profundo! Esquece-se de ensinar isso às crianças, tendo como consequência, uma visão distorcida e superficial do assunto. Por exemplo, é muito comum os jovens que não tiveram sua primeira experiência, terem vergonha disso, pois serão alvo de “brincadeiras” dos demais, quando na verdade não há nada de errado com isso, apenas não se encontrou um amor sincero para que isso acontecesse (e, as pessoas que se guardam para alguém especial, são admiráveis). O sexo deve ser feito quando há um amor tão grande, que a vontade de se unir é incontrolável, a determinação de que esta pessoa é aquela com quem deseja-se passar a vida toda! (Mesmo que isso não ocorra no futuro, mas ter este sentimento sincero é essencial! – Falei mais sobre isso neste post.). É o amor e prazer mútuos, e não só próprio.

No entanto, poucos sabem disso. Os motivos, creio eu, são diversos, e a falta de censura é uma delas. Podemos ver cenas que implicam em sexo na novela das 9h! E é abordado de uma forma tão casual! Além disso, a “proibição” limita-se a cenas explícitas do ato e de nudez. Porém, acho que isso não seja o suficiente, vide a uva!

Exemplo de cena imprópria para menores na novela "Fina Estampa", da Rede Globo.

Exemplo de cena imprópria para menores na novela “Fina Estampa”, da Rede Globo. – Foto retirada deste site.

Pode não parecer, mas tudo o que assistimos, assim como as músicas que ouvimos, influenciam intrinsecamente no nosso ser. E isso é mais válido ainda para as crianças, que estão em formação psicológica e de valores.

Creio que não deveriam tocar, nas rádios e em qualquer lugar, músicas que remetem à sexo, ao corpo feminino (onde está implícito a visão da mulher como objeto), drogas e bebidas alcoólicas, durante o dia, deixando somente para a madrugada, ou em estações/canais exclusivos para isso (como ocorre com os filmes e programas eróticos/pornográficos). Além disso, os shows de cantores, grupos e bandas que tocam esse estilo de música, ou mesmo as que tem dançarinas seminuas com poucas roupas, fazendo danças sensuais, deveriam ser restritos a maiores de 18 anos.

Vou dar um exemplo legal: no Japão, existiu um grupo feminino chamado SDN48 (Saturday Night 48), grupo irmão do popular AKB48. O diferencial deste, é que todas as integrantes são maiores de 20 anos, as músicas e as coreografias são ousadíssimas (mas sem nudez, e sem ficar se esfregando com algum fã, como acontece, de vez em quando, por aquiobs.: Nada contra a artista, e nem seus fãs. É só uma ilustração sobre o assunto.). Porém, seus shows eram proibidos para menores, ocorrendo geralmente, nas noites dos sábados.

Quanto às rádios, não tenho informação se as músicas delas eram tocadas em qualquer horário, mas acredito eu, que não.

Creio que este é um ponto que amenizaria a malícia da criançada. Digo “amenizaria”, pois ao meu ver, o maior problema dessa questão é a internet, como já mencionei acima.

Poucos notam, mas as crianças não estão tendo mais infância, já ouvi meninas na faixa dos 9 ou 10 anos falando sobre sexo, como se fossem peritas no assunto, e com uma naturalidade…. Isso é algo que me entristece, e que deveria preocupar as pessoas. Eu, com essa idade, no máximo era apaixonadinho por uma menina, e ficava sonhando coisas como andar de mãos dadas, dar beijinhos, coisas assim. Imagino o que os meninos desta idade almejam fazer (quando não fazem de fato) com as meninas, tendo a mentalidade e a “maturidade” distorcida de hoje. (O mesmo vale para as meninas, é claro).

Criança dançando funk.

Criança dançando funk. – Foto retirada deste blog.

As crianças são o futuro e a esperança de nossa nação, ou melhor, de nosso mundo! Deveríamos cuidar melhor da educação, da formação de valores, e do cerne da alma destes pequeninos.

Por hora é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: