Katakana / 片仮名

日本語 > Katakana / 片仮名

Katakana (片仮名):

日本語: 片仮名 – Nihongo – Katakana

日本語: 片仮名 – Nihongo – Katakana

 É outro dos alfabetos silábicos japoneses, assim como o Hiragana (平仮名).A palavra “katakana” significa “kana fragmentado“, pois este alfabeto é constituído de “pedaços” de “Kanjis” (漢字) mais complexos, sendo portanto, escrita em forma regular, o (kaisho/楷書), em contraposição com o Hiragana, que é escrito em forma cursiva (sousho/草書).

Tem origem no Manyougana (万葉仮名), outro alfabeto de sistema silábico, atualmente em desuso. No Manyougana, utilizavam-se os caracteres chineses (kanjis), porém, não pelo seu sentido semântico, mas sim pelo seu fonema (som) silábico.

Abaixo, temos uma imagem com a evolução do Manyougana para o Katakana:

Do Manyougana para o Katakana

Do Manyougana para o Katakana – Não encontrei a origem das letras “yi”, “ye” e “wu”, que atualmente são obsoletas. As letras “wi” e “we” também estão em desuso, mas há uma origem para elas.

O Katakana é utilizado, atualmente, para grafar palavras estrangeiras, cuja tradução é inexistente no japonês (ou quando se quer falar uma palavra em outro idioma). Por exemplo: “computador” é chamado de “パソコン” (Pasokon/Perso-Com/Personal Computer), mais raramente de “コンピュータ” (Konpyuuta/Computer). Outro exemplo é “leite”, que fica “ミルク” (miruku/milk), embora exista a palavra “牛乳” (Gyuunyuu), de mesmo significado. É fato que, infelizmente, muitas palavras de origem japonesa estão sendo deixadas de lado, usando-se o inglês “ajaponesado”.

* obs.: Outras palavras, apesar de serem estrangeiras, possuem “Kanjis” correspondentes, são chamados de “Ateji” (宛字/当字/宛て字/当て字). São casos específicos e meio raros, utiliza-se a fonética do ideograma para produzir a palavra (independente do significado do kanji). O princípio é o mesmo do Manyougana. Exemplo: Estados Unidos é chamado de America (アメリカ), mas pode ser escrito assim “亜米利加”. Por causa do “kanji” que corresponde a sílaba “ka” (米), outra forma de chamar este país é “米国” (Bei Koku). O mesmo kanji, possui várias leituras. Já o “Koku”, no final, significa “país”. Se traduzirmos ao pé da letra, ficaria “país do arroz” (confirmando que o uso dos kanjis são só pelo fonema, e não pelo seu significado).

No caso das palavras de origem chinesa, antigamente escritas em Kanji (já que esta tem também origem chinesa), são mais comumente vistas em Katakana, atualmente. Por exemplo: “Ramen” (ou lamen), em “Kanji” seria assim “拉麺” (em chinês, sua origem, é assim: “拉麵”), mas é mais comum vista, no Japão, assim: “ラーメン” (Raamen/ em Katakana).

Além disso, as onomatopeias também são escritas com este alfabeto. Por exemplo: “ドカーン” (Dokaan), onomatopeia de explosão.

Os termos científicos, quando não escritos em letra romana (latin), são em Katakana. Por exemplo: “Homo sapiens” (ホモ・サピエンス/Homo-Sapiensu).

Outra função deste alfabeto, é a ênfase, seja em textos publicitários, ou em letras de músicas. Seria algo correspondente, para nós, a escrever tudo em letra maiúscula.

No período anterior à 2ª Guerra Mundial, era comum utilizar o Katakana para escrever Okurigana (送り仮名) e Joshi (助詞). O primeiro são sufixos anexado a palavras como verbos, adjetivos, advérbios, etc. para dar um outro sentido temporal ou outras características ao Kanji que o precede. Já o Joshi são as temidas “partículas“, classe de palavras com funções específicas em frases (ligando frases, modificando a semântica, etc. Veremos isso futuramente). No entanto, atualmente, estas duas “classes” de palavras são escritas em Hiragana.

Veja abaixo a tabela com todos os Katakanas:

Seion (清音) Youon (拗音)
(a) (i) (u) (e) (o) “família” do ャ(ya) “família” do ュ(yu) “família” do ョ(yo)
(ka) (ki) (ku) (ke) (ko) キャ(kya) キュ(kyu) キョ(kyo)
(sa) (shi) (su) (se) (so) シャ(sha) シュ(shu) ショ(sho)
(ta) (chi) (tsu) (te) (to) チャ(cha) チュ(chu) チョ(cho)
(na) (ni) (nu) (ne) (no) ニャ(nya) ニュ(nyu) ニョ(nyo)
(ha) (hi) (fu) (he) (ho) ヒャ(hya) ヒュ(hyu) ヒョ(hyo)
(ma) (mi) (mu) (me) (mo) ミャ(mya) ミュ(myu) ミョ(myo)
(ya) (yi) (yu) (ye) (yo)
(ra) (ri) (ru) (re) (ro) リャ(rya) リュ(ryu) リョ(ryo)
(wa) (wi) (wu) (we) (wo) ヰャ(wya) ヰュ(wyu) ヰョ(wyo)
(n)
Dakuon (濁音) Youon (拗音)
(ga) (gi) (gu) (ge) (go) ギャ(gya) ギュ(gyu) ギョ(gyo)
(za) (ji) (zu) (za) (zo) ジャ(jya/ja) ジュ(jyu/ju) ジョ(jyo/jo)
(da) (di) (dzu) (de) (do) ヂャ(dya/ja) ヂュ(dyu/ju) ヂョ(dyo/jo)
(ba) (bi) (bu) (be) (bo) ビャ(bya) ビュ(byu) ビョ(byo)
(va) (vi) 于゙(vu) (ve) (vo) ヸャ(vya) ヸュ(vyu) ヸョ(vyo)
* Obs.: Para o som de “ve (v)”, hoje usa-se ヴ (vu), veja na linha abaixo:
ヴァ(va) ヴィ(vi) (vu) ヴェ(ve) ヴォ(vo)
Handakuon (半濁音) Youon (拗音)
(pa) (pi) (pu) (pe) (po) ピャ(pya) ピュ(pyu) ピョ(pyo)

* As letras escritas em vermelho são obsoletas, ou seja, não se usam mais, mas existiram, e eu as coloquei por questão de curiosidade.

Sokuon (促音)
O Sokuon é a utilização do ッ (chamado de “tsu” pequeno). Geralmente usado para duplicar a consoante seguinte.
ッカ(kka) ッキ(kki) ック(kku) ッケ(kke) ッコ(kko)
ッサ(ssa) ッシ(sshi) ッス(ssu) ッセ(sse) ッソ(sso)
ッタ(tta) ッチ(cchi/tchi) ッツ(ttsu) ッテ(tte) ット(tto)
Dakuon (濁音)
ッバ(bba) ッビ(bbi) ッブ(bbu) ッベ(bbe) ッボ(bbo)
Handakuon (半濁音)
ッパ(ppa) ッピ(ppi) ップ(ppu) ッペ(ppe) ッポ(bbo)

EXPLICAÇÕES SOBRE OS SONS:

A explicação é a mesma do Hiragana, mas vamos novamente. As letras Seion (清音) são as letras de som limpo, são também chamados de Gojyuuon (五十音), os 50 sons (desconsiderando o ン, que é um caso à parte). Eles formam as letras principais do Katakana.

As letras Youon (拗音) são os ditongos. Eles combinam uma letra Seion com os famosos “Ya” (), “Yu” () e “Yo” () pequenos, criando uma nova sílaba. Por exemplo: a letra “ki” (キ) somado ao “ya pequeno” (ャ) forma a sílaba “kya” (キャ), diferentemente de usar a letra “ya” (ヤ) normal ao lado do “ki”, que formaria o “Kiya” (キヤ).

O Dakuon (濁音) pode ser traduzido como som vocal. São as letras do Seion com o acréscimo de Dakuten (濁点), literalmente traduzido como marca vocal, sendo popularmente chamado de Ten-Ten (点々). É representado por dois tracinhos parecidos com o aspas (). Ele muda o som da letra Sokuon original. Por exemplo: “ka” (カ), com o dakuten fica ga (ガ).

Já o Handakuon (半濁音), pode ser traduzido como som semi-vocal (ou meio vocal), utiliza, ao invés do Dakuten, o Handakuten (半濁点), que significa marca semi-vocal (ou meio vocal). É comumente chamado de Maru (, círculo), já que é representado por uma bolinha semelhante ao símbolo de grau (). Por exemplo: “ha” (ハ), com o handakuten fica pa (パ).

Por fim, temos o Sokuon (促音), pode ser traduzido como “som assimilado”. Ele é representado pela letra “tsu pequeno” (). Tem a principal função de duplicar uma consoante da letra seguinte. Por exemplo: a palavra “Pocket” (ポケット/Poketto), que significa “bolso”, há uma duplicação na consoante “t” da letra seguinte (to/ト). Na fala, dá-se uma pausa para indicar a duplicata: Poket-to.

CASOS ESPECIAIS:

No Japão, além do japonês (nihongo/日本語), existem mais dois idiomas nativos “sobreviventes” que perduram nos dias atuais. São idiomas regionais, porém, suas palavras são escritas em Katakana.

  • Ainu-go (アイヌ語): idioma do grupo étnico que habita o norte do Japão, na ilha de Hokkaido (北海道) e nordeste de Honshu (本州). Não vou abordar as diferenças de Katakana tradicional com o de Ainu, mesmo porque, não tenho conhecimento para isso. Porém, devo ressaltar que existem algumas letras “minúsculas” adicionais, e com o Handakuen, como o “セ゚” (letra “se” pequeno e com o handakuon, lê-se como “tse“).
  • Uchinaguchi (沖縄口): é o dialeto utilizado nas ilhas de Okinawa (沖縄), pertencentes ao antigo Reino de Ryukyu (琉球王国/Ryuukyuu Oukoku), que era um reino subordinado à China, e que em 1609 foi dominado pelo Japão. Dois anos depois, o Japão concedeu novamente a autonomia de Ryukyu, porém, em troca de tributos. Nessa época, o reino devia tributos tanto à China, quanto ao Japão. Somente em 1872, o reino foi incorporado ao Japão, sob nome de Okinawa, porém, por questões diplomáticas, manteve-se uma certa autonomia. Por fim, em 1879, Okinawa tornou-se um província do Japão, sendo o reino dissolvido. A forma de uso do Katakana e Hiragana deles é diferente do japonês tradicional, tendo muitas outras letras, se quiserem saber mais, cliquem aqui.

POSTS RELACIONADOS:

~> Katakana [Parte 1] (ア イ ウ エ オ)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: